Recent Posts

#Glasgow2015: Romênia!

Estamos a menos de dois meses do início do Campeonato Mundial, que esse ano será realizado em Glasgow entre 23 de outubro e 1º de novembro. Com a aproximação da competição mais importante do ano, as equipes já começam a definir as suas representantes, preparam upgrades em suas séries e começam a participar mais ativamente de competições que antecedem o Mundial e que servirão para ajustar algumas coisas.

Pensando nessa aproximação da competição, decidi criar uma série de posts para discutirmos as possíveis equipes, e resultados da competição! Decidi começar pela Romênia porque é um país de muita tradição no esporte e que vem passando por uma crise muito grande. 

Equipe: Catalina Ponor, Larisa Iordache, Laura Jurca, Andreea Iridon, Silvia Zarzu e Andreea Munteanu; Reservas: Stefania Stanila e Diana Bulimar;

Salto (VT)
  • Catalina Ponor, Larisa Iordache, Laura Jurca, Silvia Zarzu
O Salto nunca foi um problema para as romenas e mesmo em tempos de crise continua sendo um aparelho forte. Com quatro DTYs, a Romênia pode conseguir décimos importantes que talvez ajudem a diminuir a diferença das barras assimétricas.

Barras Assimétricas (UB)
  • Larisa Iordache, Laura Jurca, Andreea Iridon, Andreea Munteanu
Historicamente o aparelho mais fraco das romenas, as barras assimétricas parecem cada vez mais empurrar as romenas para baixo. Andreea Iridon, uma das grandes promessas do país nesse aparelho, até agora não mostrou seu potencial. Iordache tem uma série razoavelmente boa para uma romena.

Trave (BB)
  • Catalina Ponor, Larisa Iordache, Laura Jurca, Andreea Iridon/Andreea Munteanu
Catalina Ponor e Larisa Iordache estão mais que certas nesse aparelho. A primeira é tetra campeã europeia, olímpica e medalhista mundial nessa prova; A segunda, mesmo não tendo conquistado nenhuma medalha mundial nesse evento, já disputou duas finais e é uma das melhores travistas desse ciclo. Laura também acredito que competirá nesse aparelho, pois acho que ela será a segunda AAer do país nesse mundial. 

Solo (FX)
  • Catalina Ponor, Larisa Iordache, Laura Jurca, Silvia Zarzu
Teoricamente, o segundo melhor aparelho das romenas, o solo pode ajudar muito a levantar a nota da equipe, já que Cata está de volta. Apesar de não termos visto nada dela esse ano, acredito que ela será um grande reforço nesse aparelho. Iordache, em reportagem publicada essa semana, se mostrou bastante otimista com seu novo solo. 

Considerações

Coloquei Bulimar como suplente porque não acredito que ela consiga se recuperar a tempo do mundial, e mesmo que se recupere não sei se vale a pena colocá-la na equipe para fazer apenas assimétricas (UB) e saltar um FTY. Stefania não teve a oportunidade esse ano de mostrar seus ups (??), mas acredito que não tenham sido tão expressivos, pois talvez ela tivesse sido mandada pelo menos para alguma etapa de Copa do Mundo.

Laura Jurca: na minha opinião, a segunda romena mais preparada para disputar o Individual Geral (AA). No Campeonato Europeu ela competiu bem e nos Jogos Europeus, prometendo novidades em suas séries, acabou errando bastante e terminou longe de qualquer possibilidade de subir ao pódio. 

Larisa Iordache e Catalina Ponor são, sem duvidas, os principais nomes dessa equipe. A primeira, mesmo com dores no tornozelo, entrará na briga por medalhas no individual geral, trave e solo, além de ajudar a equipe na busca da classificação para os Jogos Olímpicos do ano que vem. Cata, que voltou após se aposentar em 2012, busca o título que falta para completar sua coleação de douradas: um ouro mundial!
#Glasgow2015: Romênia! #Glasgow2015: Romênia! Reviewed by Gabriel Lima on 18:22 Rating: 5

3 comentários:

  1. Só duas percepções:

    Primeiro, que a Romênia nunca teve um lado artístico brilhante, mas esse ano tá bem ruim a coisa. Na verdade, tudo na Romênia tá ruim esse ano. Mas é uma sacanagem, eles piorarem o lado artístico logo no mundial que promete considerar o lado artístico, ainda que só um pouco.

    O segundo ponto é sobre a Silvia. É linda, mas sempre vi mais potencial na Stalina. Uma pena ela estar fora. Isso só mostra como a Romênia está com dificuldades em todos os níveis. Das favoritas até as potenciais reservas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que na era pré-Octavian Bellu elas eram bem mais graciosas e artísticas; Depois que o bellu assumiu elas ficaram até um pouco robóticas, como a Gina Gogean. Poucas realmente cativaram artísticamente como a Raducan. Em relação a Stanila também concordo, mas não sei o que aconteceu. Ela não evoluiu e ela [e a Silvia também] tem cabeça ruim! Tenho medo da Romênia terminar do mesmo jeito que a Ucrânia! :(

      Excluir
    2. Você soube algo do meet Romênia-França? Li que Ocolisan terminou em segundo no individual geral, com 56 ponto alguma coisa, além de conseguir um 15 no VT e um 14 na UB, e queria confirmar.

      Excluir

Home Ads

Tecnologia do Blogger.